segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Pedras Rolantes vão parar

UM DIA, a farra acaba. A primeira notícia abaixo será triste para a música... e a segunda notícia é um excelente exemplo de porque.

Rolling Stones devem parar por causa de idade avançada

Os integrantes da banda Rolling Stones estariam prestes a anunciar o fim definitivo da banda. De acordo com o site Digital Spy, fontes próximas aos músicos disseram que esta turnê (A Bigger Band) será sua última, e o motivo seria a idade avançada da banda.

O vocalista Sir Mick Jagger tem 64 anos, o guitarrista Keith Richards, 63, o baterista Charlie Watts, 66, e o outro guitarista Ron Wood, 60. Se eles fossem planejar outra turnê mundial, já estariam próximos aos 70 anos, e isso tornaria o projeto inviável.

Eles estão juntos desde 1962 e a turnê, que já dura dois anos, encerraria a carreir da banda no último domingo, com show em sua terra natal, o Reino Unido.

Uma fonte disse: "Nos disseram que esta será a última turnê. Levaria anos para planejar outra. Mick e Keith estariam próximos aos 70 anos, e isso seria inviável."


---------------------


Keith Richards confirma ter "cheirado" o pai, mas sem cocaína

AP

O guitarrista dos Rolling Stones confirmou à revista Mojo ter mesmo cheirado as cinzas de seu pai, mas sem misturar com cocaína, de acordo com entrevista publicada pela revista britânica NME.


Richards diz que apenas "a parte da cocaína foi bobagem". "Eu disse que o preparei como cocaína e não com cocaína. Eu abri a caixa e disse 'tenho de fazer algo com papai'." "Quando tirei a tampa, um pouco de papai caiu por sobre a mesa da sala de jantar. Pensei: 'não posso usar a pá de lixo aqui'."

E completou: "O que descobri foi que ingerir seus ancestrais é uma forma respeitosa de... você sabe, ele se foi como se fosse uma iguaria", disse ele. O pai de Keith, Bert, morreu em 2002, aos 83 anos.

A declaração de que havia "cheirado" o pai foi quando a reportagem da NME perguntou qual teria sido sua pior experiência com drogas. Richards disse que foi quando puseram estricnina em suas drogas. Em seguida, relatou: "A coisa mais estranha que já cheirei? Meu pai. Eu cheirei meu pai. Ele foi cremado e eu não pude resistir em 'dar um teco' nele. Meu pai nem teria se importado. Ele não dava a mínima para nada. Desceu bem, e e eu ainda estou vivo."

A NME publicou na Internet a íntegra da entrevista, em que Richards ironiza aqueles que lhe dão "apenas seis meses de vida". "Um médico me disse que eu tinha só seis meses de vida, e eu já fui ao velório dele. Os obituários de jornais estão bastante interessados em mim nesse momento. Eu não confio em médicos. Não que não haja alguns bons, mas eu não confiaria na maioria deles."

Logo após as declarações, a assessoria de Richards negou que ele tivesse "misturado" o pai com cocaína, mas o autor da entrevista, Mark Beaumont, disse que está convencido de que o Rolling Stone não estava brincando quando falou o que fez com as cinzas do pai.

"Ele parecia estar sendo bem honesto sobre isso. Havia detalhes demais para ele inventar tudo", disse. "No mundo de Keith Richards, isso é provavelmente honrar com justiça seu pai."

Na mesma entrevista, quando indagado sobre qual a melhor coisa que viu na vida, Richards respondeu: "Quando uma mulher fica diante de mim com as pernas abertas."

Redação Terra

Um comentário:

Robson disse...

Bah, por essa eu não esperava. Para mim, os Stones eram eternos. Um dia eu considerei a possibilidade de que algum dias algum deles poderia morrer, mas essa idéia infantil logo desapareceu. Os Stones são eternos!

Estou torcendo para ser uma jogada de martketing...

Abraço, Aécio.
PS: Vai sair um show deles, dirigido pelo Martin Scorsese.