quinta-feira, 28 de junho de 2007

Transform and Roll Out!

EXISTEM COISAS QUE MARCAM SUA INFÂNCIA.

Existe já há um tempo aquela mania de anos 80. O que mais faz sucesso é a música dos anos 80 - pelo menos, o rock nacional, com Legião, Paralamas, ; há um revival de coisas daquela época, desde brinquedos e seriados até o culto às pequenas coisas que faziam nossa alegria - como os Chiclets ou personagens clássicos como o Fofão.

Já faz um tempo que estão aparecendo também os filmes baseados em coisas dos anos 80. Não faz muito tempo vimos nas telas Miami Vice, Dukes of Hazzard (os Gatões ou algo assim), Starsky e Hutch, Tartarugas Ninja (TMNT) e assim por diante (links para o IMDB). Isso sem falar nas seqüências (ou, se preferir, Remakes) como Rocky Balboa e John Rambo (a falta de originalidade pode ser vista claramente nos títulos dos filmes... teria Stallone começado a ficar realmente velho?).

Pode parecer que estou sendo meio cínico com essa história de revival. Mas não é bem por aí, apesar do medo tanto de que na coletânea 30 anos de Sucesso - anos 90, 2000 e 2010 - a gente só tenha músicas dos anos 80. E também tenho medo, muito medo, de que volte a ser moda os penteados e as roupas daquela década...

Mas eu gosto desse revival dos anos 80. Adoro Cazuza e Barão Vermelho. Escuto muito Biquini Cavadão, em especial suas músicas que são regravações dos anos 80 como Carta aos Missionários, Múmias e Camila, e minhas preferidas são as daquela época mesmo (Timidez, Impossível, Vento Ventania...). E adoro, bastante, os desenhos animados daquela época...

Esse preâmbulo é pra mostrar mais um revival que vem por aí - e esse eu aguardo a uns dois anos, desde que soube que estavam gravando pelo Omelete. Está vindo aí pro cinema um dos meus desenhos preferidos da época de criança: Transformers.



Como tudo que rende alguns trocados para os cofres dos estúdios vira franquia, já estão falando no segundo (e provavelmente no terceiro) filme dos robozões, já tendo inclusive fechado o contrato com o dublador do Líder Optimus (que agora as crianças chamam "Prime", mas como ainda é Guerra nas Estrelas e não Star Wars...). Mais do que isso, já está se falando em trazer de volta He-Man e os Mestres do Universo (será que dessa vez aparece a She-Ra? hehehe...) e outro dos meus desenhos preferidos, ThunderCats. Será que se a gente der corda no Spielberg ele faz também Dinosaucers? :-p

É lógico que o filme não vai ser a cópia do desenho, até por uma questão de mercado... Não conseguiram os direitos para que o Bumblebee fosse um fusquinha, e o Megatron não pode ser um revólver porque a Hasbro não pode mais vender isso como brinquedo. Oh, céus...

Mas enfim. Aguardo bastante esse filme, que estréia semana que vem nos EUA e dia 20 por aqui... será que convenço a galera de ir na estréia?

Em tempo: essa propaganda do filme e do Burguer King está um barato... em inglês.



Inté!

Um comentário:

_Maga disse...

O mais engraçado é que eu não me sinto muito inclinada a nostalgia desta época... não sei ao certo, mas é lógico que gostava de muitas coisas, mas para mim as bandas que você citou continuam por ai - legião não, mas nunca parou de tocar -, eu morava no interiorrrrr do interior, então muitas febres de brinquedos e modismos não chegaram a lá... os desenhos? não sei ao certo. Adorava, mas era muito pequena que nem lembro direito... Além do que vi demais naquela época, acho que enjoei bem.

Gosto de muitas coisas, mas não me sinto tocada por esses furor oitentista, se é que me entendes...

beijos