terça-feira, 26 de junho de 2007

When the Stars Go Blue

EM UM DOS ÚLTIMOS POSTS NO MEU VELHO FLOG, a _Maga comentou, quando eu disse que andava sem ter o que escrever: "um blog feito pra falar de saudades... quando você sentir saudades de Belém, talvez começe a dar certo de novo..." Ainda que eu sinta saudade de Belém , ela estava certa em dizer que o fotolog era pra falar de saudade... até no nome.

Pra quem não conhece, o nome do fotolog (e agora do blog) é uma música de um cara chamado Ryan Adams, um cantor americano de country (Não confundir com o canadense Bryan Adams, que está sempre na minha lista de mais ouvida). É uma música muito bonita, que conheci na voz da banda The Corrs e do Bono Vox.

Talvez a saudade seja um combustível importante em escrever... mas quem sabe? Afinal, quando realmente deixamos de sentir saudade? De amigos, de lugares, da família, de épocas...

Talvez seja apenas eu, mas a saudade é uma coisa comum por aqui.

Seria por aí?

------------------------------
Como aqui no Blog temos mais possibilidades... olhem aí o vídeo da música e a letra ;^)



When The Stars Go Blue [featuring Bono]
The Corrs

Composição: Ryan Adams

Dancin' where the stars go blue
Dancin' where the evening fell
Dancin' in your wooden shoes
In a wedding gown

Dancin' out on 7th street
Dancin' through the underground
Dancin' little marionette
Are you happy now?

Where do you go when you're lonely
Where do you go when you're blue
Where do you go when you're lonely
I'll follow you
When the stars go blue, blue
When the stars go blue, blue
When the stars go blue, blue
When the stars go blue

Laughing with your pretty mouth
Laughing with your broken eyes
Laughing with your lover's tongue
In a lullaby

Where do you go when you're lonely
Where do you go when you're blue
Where do you go when you're lonely
I'll follow you
When the stars go blue, blue
When the stars go blue, blue
When the stars, when the stars go blue, blue
When the stars go blue
When the stars go blue, blue, blue
Stars go blue
When the stars go blue

Where do you go when you're lonely
Where do you go when you're blue, yeah
Where do you go when you're lonely
I'll follow you, I'll follow you, I'll follow you
I'll follow you, I'll follow you, yeah
Where do you go, yeah
Where do you go, Where do you go


Ah! As novas possibilidades ;-)

Inté

2 comentários:

_Maga disse...

"A saudade é um fio tecido nas horas, nos dias, nos anos, matéria fina e imprecisa do tempo. Pode acontecer assim que a porta se fecha ou muito anos depois, quando velhas fotografias escapam das gavetas com personagens que não estão mais aqui mas nunca saíram de nossas vidas. A saudade é um sopro da memória, a imagem das crianças brincando, dos afetos se derretendo em ternuras, de velhos ao redor do fogo que arde, lançando fagulhas na noite do inverno que foi o último antes que tudo se dissipasse. Meu pensamento às vezes visita um longínquo jogo de bola, o formato de um bolo, a vergonha de usar um vestido de alças no tempo em que o corpo era um mistério, o dedo que se prendeu na porta quando nossas dores eram apenas físicas. Só depois conhecemos as dores de alma, o contato com a angústia quando deciframos o significado do que se sente e que não vem de nenhum corte que se cura com ban-aid." Trecho do texto Um Instante sobre Saudade, da autoria de Célia Musilli.

Depois te envio inteiro... esse texto é um abuso... ah, as saudades!

Nossa... essa música é linda... também, com esse povo fraco cantando... rs

beijos

_vitu disse...

Ryan Adams, cantor country? Bem.. então acho que existe um segundo Ryan Adams, porque o que eu conheço é um inglês que toca rock...

De onde esse povo tira nomes tão parecidos?

...