segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Mudanças... Uma mensagem de Natal e Ano Novo

Olá todos,

Esse Natal me pareceu bem diferente do tradicional. Talvez o fato de quase não ter conseguido ir a festas de fim de ano, tendo perdido até a tradicional festa na casa da minha avó (estava dando aula no dia em outra cidade... trabalhar dá nisso). Talvez a falta de tempo crônica, que fez com que o único presente que eu consegui comprar pra dar na noite de Natal foi o que comprei no aeroporto. Seja porque minha mãe esqueceu de fazer meu tira-gosto de Natal preferido, ou por causa de uma reforma a árvore só tenha sido montada na antevéspera. Mas o fato é que as coisas foram bem diferentes esse ano que passou.

Isso me lembra um trecho de uma revista que li um tempo atrás, e que tem ficado na minha cabeça nos últimos tempos. Nela, o Delírio conversa com o Sonho, e pergunta: "Qual a palavra pra dizer que as coisas não são iguais o tempo todo? Lembra? Sei que tem uma. Tem, né? Deve ter... é a coisa que faz você saber que o tempo está passando. Qual é a palavra?" E o Sonho responde: "Mudança".

As coisas mudam. Às vezes mudam para melhor, outras não. Mas as coisas todas vão se transformando. Alguma coisa faz com que, no fim de ano, pensamos mais em tudo que mudou, mas no fim das contas, elas vão se transformando a todo momento. Sonhos se realizam, objetivos são atingidos - ou pelo menos, passos são dados nesse sentido. E, claro, algumas coisas podem não seguir como planejado, mas abrem espaço para que coisas novas sejam construídas.

E mudanças, no fim das contas, são sempre uma coisa boa... na pior das hipóteses, para, como a personagem diz, para vermos que o tempo está passando.

E, é claro que tem coisas que não mudam... Uma delas, meu irmão menor, de 10 anos, durante a noite de natal, ficou entrando aqui no quarto de instante em instante, perguntando onde anda Papai Noel (que pode ser acompanhado pelo NORAD, organização americana e canadense de defesa e monitoramento do espaço aéreo, com o Google Earth). Mais cedo, com aquele olho de criança que está envelhecendo, ele perguntou "Papai Noel existe mesmo?". "O que você acha?", respondi. "Existe!". Então...

A todos, Feliz ano novo. Que as mudanças que venham, que venham para melhor - e que as coisas que já estejam boas, não mudem por mais um boooooom tempo...

Até mais,

Aécio Neto
24 de Dezembro, 2008
(publicado já em 05 de Janeiro)

 

Um comentário:

_Maga disse...

post de natal publicado bem depois do ano novo, e delicioso mesmo assim. Ainda com o gosto do novo, sabe? Principalmente com esta introdução... mudança!

Um grande abraço