segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Shuffle up and deal!

UMA AMIGA DISSE QUE SE TEM REGRA, eu tô jogando... e outra completou: se tem muitas, eu vicio. Apesar de contestar a veracidade dessa última, tenho me divertido com uma coisinha bem legal: poker online.

Sempre me achei incapaz de jogar poker, por mais que ache bem legal assistir alguns campeonatos na TV (e, principalmente, o Celebrity Poker Showdown). O motivo é muito simples: se você não apostar, o jogo perde o sentido. Mas, pessoalmente, eu vou arriscar meu rico e suado dinheirinho em um jogo? Eu, mesmim, vou naaada...

Aí vem o reveillon, e umas tequilas a mais na cabeça (sempre é culpa da tequila), a turma sentada na beira da piscina está jogando...

"Netão, senta aí pra jogar com a gente!"
"Rapaz, não tenho coragem de gastar dinheiro com jogo não"
"Mas não é com jogo... é com teus amigos!"

Óbvio que só a tequila pra me fazer cair em um queixo ridículo desse. Mas lá vai eu, dever cinco reais do cacife, pra sentar na mesa. Jogo duas ou quatro mãos, e nada... aí chega uma... eu acho que dá.

O "pot" (o prêmio) vai aumentando, e eu já gastei demais... não dá pra desistir agora.
Será que dá?
A turma vai aumentando. Já tem grana pra caramba na mesa...
Vira o turn, e o river no final. Na penúltima carta, eu só tinha uma trinca. Na última... faço uma quadra.
Jogo com tudo. A galera paga.
Eu ganho.

Me levanto para pegar o pot todo me tremendo, a turma cai em cima rindo.

Eu paguei cinco reais pra entrar. Já estava com quinze. Separo os cinco que eu pagaria do cacife e deixo de lado - isso aqui, não perco mais.

Duas ou quatro mãos continuam, e eu começo a me acalmar. Vem mais duas cartas interessantes. Jogar de novo? Por que não?

Flop, tenho dois pares. Melhor que pensei... turn, mesma coisa. Me faço de quieto... última carta: full house. engulo seco, aumento; não lembro direito, mas acho que eram Victor e Woody que não negaram fogo. Os valores aumentam, eu vou de all in; um desiste, o outro paga.

Levo de novo. Passei de vinte reais!!!

O jogo termina pouco depois... separo mais dez reais (nem gastei cinco, já fiquei com dez!). O resto, jogo brincando...

Isso com certeza seria uma receita para o desastre, se não fosse exatamente esse final brincando. Eu perdi coisa de cinco reais. Final, sentei como quem não quer nada, ri um bocado e tive uma descarga absurda de adrenalina, ganhei dez reais nessa história...

E saí com a idéia de que tinha perdido.

Jogar? Só de mentira, minha gente. E achei o jeito ideal pra matar a vontade de ir de All In:


Repare no carinha mexendo em suas fichas ali de frente para o croupier, hehehe...

Como diria Mr. Cassyjamesoddmanero, vulgo Cassiano... adoro as internets.

E lembre: ganha quem sabe a hora de sair, não a hora de aumentar!

Inté!

A. N.

2 comentários:

_Maga disse...

É, realmente não dá pra concordar com a frase da tua amiga lá em cima...

Ela está incompleta! O melhor seria: se tem muita regra e dinheiro vocês viciam! hahahahahha

:P

Um abraço, Sr. Principiante Sortudo - rs

felipe leite disse...

é... sorte de principiante é o q mata... ae a gente se empolga e axa q sempre vai ser assim...
:P

abração!!