sábado, 6 de outubro de 2007

Antes do Qual é a Música...

NO AVIÃO PRA BRASÍLIA, achei uma daquelas revistas no bolsão das poltronas. Folheei como a gente sempre faz nesses casos, meio sem achar que vai encontrar algo de interessa. Mas tinha uma chamada que achei ótima, o que me fez dar uma ligeira roubada na revista pra contar aqui (prometo que devolvo na próxima viagem):


FASCINANTE TORNEIO
Medalhões da MPB disputavam geladeiras na telinha

"A palavra é..." anunciava o apresentador Blota Júnior, em clima de suspense. O participante que conhecesse uma música com a palavra em questão apertava um botão à sua frente e corria até o microfone pra cantar um trecho. Se estivesse certo, acumulava pontos para concorrer a relógios, geladeiras e até automóveis, como o Gordini, um dos mais cobiçados da época.


O Carro Gordini, Modelo 1966

O formato é conhecido, reproduzido com variações até hoje por Sílvio Santos. Exibido a partir de 1966 na TV Record, Esta Noite se Improvisa ficou três anos no ar. O programa, que lotava ao auditório do Teatro Record, dava altos índices de audiência e inspirava torneios semelhantes entre a população.

Caetano Veloso era um dos melhores competidores. Chico Buarque também não fazia feio, mas contava com uma artimanha: se preciso, inventava canções na hora. Para dar credibilidade à farsa, citava os nomes dos compositores e o ano da gravação. Ficava difícil duvidar.

Vinicius de Moraes, por outro lado, era um dos piores. Não que lhe faltasse cultura musical: o poetinha não conseguia mesmo era pressionar o botão a tempo. Certa vez, Blota Júnior anunciou que a palavra era "garota". Moleza. Eufórico, Vinicius correu ao microfone pra cantar Garota de Ipanema, de sua autoria: Olha, que coisa mais linda, mais cheia de graça... E, verso a verso, foi se dando conta, com profunda decepção: a canção fala de "menina", "moça". Nada de "garota".
Fonte: Revista Brasil, Almanaque de Cultura Popular, ano 9, Nº 101, pg. 10. A matéria é assinada por (RC). Desconfio que seja de Rafael Capanema, outro que começa com RC na mesma seção, mas não tenho certeza.

2 comentários:

Roberta disse...

Engraçado ler esse post hoje: há apenas alguns dias conversava com meu pai sobre música e falávamos do Chico Buarque e ele falou exatamente desse programa que ele via quando era garoto e de como o Chico era bom, chegando ao ponto de inventar letras de músicas na hora...
Coincidências da vida...
Bjs.
Te amo!!!

_Maga disse...

hahahhahaha

muito bom este post!!!!!!!!!!!!

Fiquei imaginando a cara do Vinicius hahahahahaha e o Chico, que safado! rs

Beijos